O que espero de você

Não espero de você um romance.

Não porque você não seja a pessoa ideal, ou que não sirva para ocupar esse posto. Ao contrário, você é tão especial, que reservei o melhor de mim que está guardado há milhares de anos num calabouço escuro.

Em você eu vejo as tardes de sol, os beijos embaixo da árvore, o encostar das mãos ao caminhar na rua.
Vejo o cinema, cabeças encostadas, aquela toque inocente nas pernas, e a cumplicidade trocada no olhar.

Com você eu quero esvaziar aquela garrafa de espumante, dar um mergulho no mar enquanto a lua ainda não vai dormir.

É com você que quero passar o domingo no sofá amarelo, pés descalços, uma boa música de companhia e de preferência, com um relógio sem pilhas.
Trocar mensagens no meio da tarde, te convencer a inventar uma reunião e te levar pra bem longe de tudo.

 

Em dias de furacão não espere por flores. Mas haverá mais amor do que você imagina.

Em meus dias de lua, olhe da janela da minha alma e perceba a sinceridade do carinho.
Em dias de loba, não pense que tudo é desejo, há também o respeito misturado àquela força.

Quero perturbar seu juízo, que você bagunce meus cabelos e que haja muitos palavrões entre os beijos maldosos, repletos de fome, desejo e sem nenhum pudor.

Ah, eu não quero um namoro, assumir que nos amamos, nem gente perguntando por um quando o outro não está presente.

Não quero ter data pra comprar presente, nem ter que surpreender você a cada ano juntos.
Quero te deixar louco todos os dias quando pensar em mim.
E é assim que quero você. Sem pressa, sem nome, sem nada a não ser o puro desejo de estar contigo.

 

Praia de Bombas, Bombinhas/SC

Praia de Bombas, Bombinhas/SC

Compartilhar:
Facebookmail

Um comentário sobre “O que espero de você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *