Esses Olhos Castanhos

Fazia tempo que os procurava.

Desejei que em alguma esquina pudesse percebê-los e saberia reconhecer que era você. Mas confesso, não esperava que fosse assim tão avassalador. Por mais que eu soubesse que esse dia chegaria, por mais que eu estivesse ansioso por esse momento, não imaginava que seria tão forte.

Eu vía apenas a paixão nesses olhos, o fogo intenso, a chama. Mas estava despreparado. Não pensei ser capturado assim. Foram olhos certeiros que me atiraram na alma. Em cheio.

Inebriado, quis observar mais.

Parei nesse olhar por um tempo quase infinito. E por ali quis ficar, ficar, ficar…e foi ficando que assinei minha própria sentença de morte.

Não deveria ter te olhado assim. Desprevenido. Esses olhos me prenderam, me amarraram de um jeito perigoso. E sair da sua mira foi uma tarefa difícil, quase impossível.

Me compliquei. Ou me apaixonei.

Sinônimos que definem a bagunça que fiz em mim mesmo ao te olhar assim. Sorte a minha você não ter percebido. Foi quando me dei conta do estrago que esses olhos podem causar. Esses seus olhos castanhos. Não deveriam sair às ruas sem um alerta de perigo: cuidado! olhos castanhos machucam.

Esses olhos castanhos

 

Compartilhar:
Facebookmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *