Bela, recatada e do mar

Bela, belíssima, beleza. Será a magreza? Ou a riqueza? Bela, linda, maravilhosa! Será estilosa ou então gostosa? Vaidosa? Será prosa, poesia, verso? Ou será o inverso?

Recatada, ou a que agrada? Quando não é notada, será que é amada? Recatada, aquela que tem pudor, casta, prudente. Sempre sorridente, é mais atraente. Será que não é evidente??

Do lar.  De cá, de lá. Onde tem que estar. Nunca onde desejar. Do lar, aquele que não sabe onde quer estar, o que quer conquistar. É só o que consigo pensar.

Três palavras que formam  um título, um título que define uma mulher. Como você se definiria numa manchete de jornal? Já pensou nisso? Escolha três palavras pra dizerem ao mundo o que você é. Difícil? Demais. Uma mulher não cabe em três palavras. Nem num dicionário inteiro. Mas tente. Continue tentando sempre se descrever para si mesma. E que as pessoas te leiam da forma mais aproximada daquilo que você é.

Algumas terão o dom de ver além daquilo que você mesma pensa de si. Essas pessoas são especiais. Outras, jamais serão capazes de ler ao menos três palavras em você. Essas, ah, essas você deixa o tempo cuidar delas, um dia aprenderão a ler. A vida é uma grande mestra.

Eu aprendi a perceber a minha beleza. Ela não está no espelho do meu quarto, nem no meu armário. Ela está no sorriso de quem me ama, está no bem que faço por onde ando, na história que escrevo. Minha beleza não se estampa em capa de revista, ela reluz ao anoitecer quando ninguém me vê, ela me lembra que sou finita, e que bonito mesmo é aquilo que planto no coração das pessoas que passam por mim. O pudor, esse já deixei pra trás. Esqueci de ter vergonha de ser feliz! Gosto das cores das minhas tatuagens, da mágica dos meus impulsos, da força poética do palavrão, do grito de gol no estádio de futebol, do suor sofrido no final da corrida. Pudor, não, nem santidade. Apenas muita vontade de viver a vida.

E pra terminar, eu não sou do lar. Lar é onde você está, não o que você é. O seu lar pode ser aqui hoje, mas amanhã ser bem longe. Ele não te define, não é sua essência, tenho certeza. O seu lar, é onde seu coração está. O meu, já sabem, é o mar.

bela, recatada e do mar

Compartilhar:
Facebookmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *